22/08/2016

642 coisas sobre as quais escrever #1



   Hey! Tudo bem com vocês? Não vou mentir, um dos principais motivos que me motivou a criar o blog foi participar desses projetos de escrita. Desde a época que apenas lia e acompanhava os blogs a la anônima, eu tinha uma quedinha por esses projetos, cheguei a pensar em participar escrevendo no tumblr, mas acabei desistindo depois de um tempo. Um dos projetos que eu mais gostava de ler e ficar rascunhando era o 642 coisas sobre as quais escrever e cá estou eu para escrever sobre.
   O primeiro tema é uma descrição da minha aparência física, em terceira pessoa. Já aviso que viajo bastante escrevendo esses textos, tenho costume de ir digitando o que aparecer na cabeça e, no fim, vira uma bagunça só.

   "A praça estava praticamente vazia, algumas crianças brincando aqui, umas senhoras caminhando lá, e uma garota lendo, sentada sob a sombra de uma árvore. Sem prestar atenção ao que ocorre ao seu redor, seus olhos verdes percorrem as páginas rapidamente. Ela para a leitura apenas para afastar uma mecha loira da franja que se soltou da presilha e, após lutar um pouco com o cabelo que insiste em se soltar, ela suspira e guarda a presilha.
   Um cachorrinho marrom surge entre as árvores e corre até ela, ou melhor, até o pacote de biscoitos ao seu lado. Rindo, ela afaga a cabeça do animal enquanto olha ao redor a procura do dono. Um garoto se aproxima correndo, chamando pelo cachorro, com uma coleira na mão.
   - Thor!
   O cachorro olha para o dono, bufa e senta ao lado da menina que ri novamente, ajeitando os óculos de armação retangular. O garoto para, analisando a garota à sua frente, o rosto fino é contornado pelo cabelo loiro e liso, a pele clara contrasta com as roupas escuras, o sorriso nos lábios pequenos é divertido, e os seus olhos parecem analisá-lo por trás dos óculos que parecem ser furta-cor rosa, uma armação que se encaixa muito bem no rosto da garota.
   - Oi! Parece que ele corre mais que você. - Ela diz.
   Uma brisa leve faz com que os cabelos da garota esvoacem e ele repara que suas orelhas possuem as pontas dobradas, como se fossem amassadas, aquele detalhe o lembra das orelhas de um elfo.
   Sentando ao lado da garota, ele lê o título do livro que ela largou ao lado.
   - E parece que você gosta de Aghata Christie. Qual seu nome?
   - Isadora, e o seu? - Ela estende uma mão magra, e ele fica se perguntando se aquela menina é uma estranha ou alguém com quem vale a pena conversar."

   Tcharam! É, não sou a melhor escritora, mas tentei me descrever de maneira que formasse uma imagem ai na sua cabeça. Talvez você não tenha conseguido imaginar minha orelha, mas, vai por mim, não é estranha como parece, é bonitinha >~<.
   E aí, gostaram? Deixe sua opinião, sua crítica, seu conselho, ou conte-me algo legal! Por hoje é só isso mesmo. Até!

4 comentários:

  1. Olá, eu estou bem e você? Eu também confesso que esses projetos de escrita me chama muito a atenção, estou pensando em participar desse, mas ainda está em rascunho. Tem um projeto bem legal chamado 30 letters, espero que goste dele.

    Eu adorei o jeito que você se escreveu, meio que contando uma história, já pensou em escrever um livro? Eu adoraria ler.

    "uma garota lendo, sentada sob a sombra de uma árvore. Sem prestar atenção ao que ocorre ao seu redor, seus olhos verdes percorrem as páginas rapidamente." peço para que você me olhe assim com seus olhos verdes. Eu adorei ler ♥

    lua do mar ☾♡☽

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana! Eu estou bem também!
      Esses projetos são maravilhosos, vou dar uma olhada no 30 letters depois!
      Fico feliz por ter gostado da minha escrita e por ter gostado do post ♡
      Beijos!

      Excluir
  2. Olá, Isa. Umas das coisas que eu amava fazer também, mas nunca tinha coragem era postar esse textos. Sempre que via esse projeto me animava para poder ler.

    O texto ficou maravilhoso, ficou igual aqueles livros sabe? Amei!
    Eleutheromania

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Esses projetos são bem legais e interessantes.
      Ah! Fico feliz por você ter gostado do texto. A intenção inicial não era bem deixar o texto com cara de narrativo, mas deixei assim mesmo.
      Beijos!

      Excluir