25/01/2017

Devaneio sobre o futuro

Você não pode evitar que as coisas aconteçam. Só pode estar preparada para quando elas acontecerem. - O Circo da Noite, de Erin Morgenstern
   Mas, afinal, o que é estar preparado? É saber o que vai acontecer e antecipadamente reunir forças para enfrentar o que virá? É acreditar no destino e apenas esperá-lo, sentada numa cadeira com uma xícara de chá e um livro de suspense no colo? Ou então não criar expectativas para em vão tentar mudá-lo?

   Já aprendi que essas expectativas, quando não se cumprem, estão aí para quebrar a cara. Mas então o que eu faço quando não as tenho? "Viver a vida" é o que me respondem. Mas e se eu estiver vivendo a minha com expectativas e mesmo assim me surpreendendo com o quanto as coisas podem ser diferentes? Sair da zona de conforto talvez não signifique apenas deixar de idealizar, pode também ser abrir-se para novas experiências e novas ideias. Mas isso não significa não imaginar o futuro. Pelo contrário, aprendo mais quando olho pra frente, idealizo algo e vejo que as coisas podem ser bem melhores do que a imagem que criei, basta eu mesma fazer com que elas sejam diferentes.

   É engraçado como existem n combinações diferentes e como o futuro é bem o que falam: uma caixinha de surpresas. Talvez o certo seja esperar o destino enquanto aproveito o presente, mas sem esquecer de que tudo o que fazemos hoje impacta no que está a nossa frente. Ou seja, por mais confuso que pareça, o meu destino é o produto das minhas ações e das minhas energias do agora.

   Estar preparado talvez seja enfrentar as consequências dos nossos atos com a cabeça erguida e sabendo que tudo o que levou a esse momento valeu a pena. Afinal, de que vale um momento se ele não nos acrescentou em nada? Se for pra viver criando expectativas (porque não criar e não pensar no futuro é impossível, assuma isso) que seja quebrando a cara de uma forma positiva. Que seja vendo o futuro como um presente desses que tem uma hora certa para abrir, mas que no fundo nós já sabemos qual é, visto que fomos nós mesmos que o traçamos.

   Se a minha surpresa é a consequência das minhas ações, então porque temer o futuro? Eu estou vivendo bem, não é? Estou indo atrás dos meus sonhos, ou mesmo tentando com tropeços? Se eu quero uma feliz surpresa no futuro, vou levantar da cadeira, fazer meu chá, terminar meu livro e correr atrás de novas coisas. Abrirei minha mente para que o destino seja uma combinação de todas as experiências boas e ruins, para que todo o aprendizado me torne uma pessoa capaz de superar as fronteiras que tentarão me impedir de continuar vivendo no meu mundo de sonhos.

   Esse é só um devaneio, mas quem me impede de estar preparada para o futuro além de mim? Se foi eu que o construí, então eu também tenho a capacidade de enfrentar as consequências dos meu atos, sabendo que por mais que existam imprevistos eu posso contorná-los. Certo?
   E esse é uma dos meus pensamentos meio repetitivos que tenho quando fico pensando em quotes e frases dos livros que leio. Eu tentei deixar claro e não repetir muito as ideias, enfim... espero que tenham gostado. 

   Antes que eu me esqueça: e aí? Como vocês estão? O que andam lendo? Eu li O Circo da Noite na metade de 2016 e recomendo muito, é uma história de fantasia que envolve romances e magia. Vale muito a pena. (Desculpem meu sumiço por alguns dias em alguns blogs, eu estou desanimando um pouco de ficar o dia todo na internet, mas estou procurando vir aqui com frequência).

   Por hoje é só isso, até!

26 comentários:

  1. Eu sei bem como é desanimar ficar na net, eu tenho desanimado tbm, e quando as aulas voltarem vou sumir por mais tempo ainda '-'
    Aah, então esse texto vc fez baseado nesse livro? Gostei :3 Nunca tinha ouvido falar. Fiquei curiosa, não gosto de romances (coisa melosa n é comigo) mas essas coisas que tem magia é tals eu gosto ^^

    Falar sobre expectativas, pensar no futura, se preparar me ataca a ansiedade com muita força, chego a passar mal! Eu ainda não sei o que fazer da vida (essa frase ta grudada em mim desde sempre).
    A vida é uma caixinha de surpresas? Essa frase me da calafrios. Eu não me dou bem com mudanças, juntando isso com surpresar eu tenho um trequinho.
    E pensando nessa linha de raciocínio de consequências e ações, creio que meu futuro me guarda o pior. Minhas ações são nulas e insignificantes para ter um futuro bom. Tenho muito medo das consequências @.@.....
    bjs

    Blog: Skull Minds | Twitter | Tumblr | Pinterest | WeHeartIt
    Snap: maisaindia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, é legal ficar horas na frente do computador, mas depois que vira uma rotina e fica repetitivo começa a enjoar.
      Na verdade, o texto é mais baseada nessa frase especificamente e no que ela me levou a pensar. O livro não tem essas ideias que coloquei no texto, mas é bem legal, tem muita magia e recomendo!
      Poxa, olha... eu sei que provavelmente você não acredite muito e não coloque fé no que vou te falar, mas escrevi esse texto para pensar de uma maneira diferente. Ser positiva é bem difícil, eu sei bem como é complicado com tanta coisa chata acontecendo, mas é um desafio que melhora os dias, sabe? Acho que depende muito de acreditarmos que podemos, sim.
      Tente interpretar essas surpresas como uma coisa que podem te acrescentar, as mudanças são inevitáveis. E, Índia, se tu acha mesmo que as consequências vão ser ruins, como você pode mudar isso? Já pensou na quantidade de coisas boas que tu pode ter feito sem nem perceber ou não dar atenção? Um bom dia já traz um impacto positivo no futuro, um conselho sincero já faz você ser vista como uma pessoa confiável, por mais que nem sempre sejam o que a pessoa quer escutar, mas ajudam e essa ajuda volta de uma forma positiva no futuro.

      Espero de coração que esse ano seja melhor.
      Beijos!

      Excluir
  2. Gostei do texto, você escreve bem Isadora!
    E crias expectativas é bem ruim :(

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!
      Sim, mas veja pelo lado positivo: é quebrando a cara com elas que aprendemos o que é real e o que não é.

      Beijos!

      Excluir
  3. Ainda bem que agora pude comentar! Que dia corrido... Mas, ei, não posso deixar de dizer sobre sua evolução na escrita; desde o primeiro post seu, noto algumas melhoras. Suas palavras parecem, agora, escolhidas com mais cuidado e atenção em sua colocação na frase.
    Isoca, esses pensamentos fazem parte da teia que me levam a crise existencial. É muito doido pensar em tudo isso... Algumas vezes tenho medo do que pode acontecer quando lembro que antigamente muitas coisas que eu jamais imaginava, aconteceram. Eita deprê. Mas suas palavras não carregam melancolia, parece mais um desabafo.
    Continuando... Ao longo de suas palavras, muitas vezes associei algumas coisas ao espiritismo. Sobre dar e receber. Ações e consequências. E sabe, acredito da mesma forma que você: não há o que temer, pois minhas sementinhas são do bem, e acredito que a colheita também será assim. Mulher, nossos pensamentos são bem parecidos... hahah
    Percebi que você está melhor, ainda bem! ♡ eu estou lendo um livro espírita, nunca ouvi falar do que você citou, mas também viajo refletindo sobre simples trechos que leio.
    Enfim, abraços, Isa! Desculpa a demora. Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita, correria de volta as aulas, né? Ah sim, pois é, também acho que melhorei bastante na forma de me expressar através desses textos e desabafos. Inclusive esse foi um dos objetivos principais de eu ter criado o blog: evoluir na escrita e expressão.
      Poxa, muitas vezes também começo a pensar demais e tenho esses sentimentos ruins... Você está certa, escrevi esse texto para desabafar uma imagem mais otimista que estou buscando ter sobre expectativas e visões do futuro.
      Bom, não sou espírita, mas na verdade eu ainda estou num caminho procurando uma religião que eu me identifique mais. Nisso eu me identifico bastante no espiritismo, e sempre tive muito isso de relaciona a energias, forças, causas e consequências, etc.
      Que legal! Temos muito em comum, então. Sim, estou melhor e estou procurando seguir melhorando haha'

      (Eu que tenho que me desculpar pela demora para responder e passar no teu blog!)
      Beijos!

      Excluir
  4. Eu tenho um grande problema sobre pensar no futuro, tenho ansiedade e isso acaba comigo, eu já começo a pensar que as coisas darão errado, que eu não sou boa em nada, um horror huahua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, a ansiedade acaba com a gente e com o nosso ânimo....
      Mas pense por outro lado, tudo tem limite e, desde que as expectativas não o extrapolem, elas podem nos ajudar a melhorar cada dia mais e a seguir atrás dos sonhos que criamos.

      Beijos!

      Excluir
  5. Acho que o futuro pouco importa , vamos viver o agora e arriscar '-' sem medo. Estou vivendo assim esses ultimos tempos , Adorei o textinho,Beijos Princesa! <3

    floordemandacaru.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha' arriscar sempre é bom, afinal a que lugar vamos chegar se não tentarmos outros caminhos, né? Mas por outro lado acho que pensar no futuro não é tão ruim assim, essas imagens que criamos para o futuro podemo nos ajudar a decidir o que queremos e assim definir metas e objetivos para alcançarmos nossos sonhos.

      Obrigada. Beijos!

      Excluir
  6. Fiquei matutando demais com esse teu texto. Tipo, ligou a chavinha do 'vamos pensar'. Tô degustando e vou te reler, sei lá.

    PS: tenho esse livro e ainda não o li. Bom saber. Vou tirar da prateleira :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha' Que legal! Fico feliz que tenha gostado e que tenha te feito pensar.

      Obrigada <3 (Leia sim, no início pode ficar um pouco confuso, mas é uma fantasia que vale a pena ler!)
      Beijos!

      Excluir
  7. Oi Isa, tudo bem?
    Criar expectativas é algo inevitável. Tenho medo do meu futuro. Medo de não estar sendo a pessoa que quero ser daqui uns anos. De chegar mais lá na frente e me arrepender das coisas que eu tive a chance de ter feito e não fiz. Mas desesperar também não ajuda. Quem sabe eu comece agora a ser essa pessoa?! Não costumo pensar muito no futuro, mas você colocou em palavras tudo que tenho medo de escrever. Gostei bastante.

    Já li o circo da noite também e o incrível é que o lemos na mesma época :) Eu gostei bastante até, mas não costumo ler livros que se passam em circos. Não sei, não curto muito. Espero que seu animo volte, mas não se sinta culpada por fazer detox disso tudo. As vezes pode ser bom <3 Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estou bem e você? Talvez eu esteja um pouco ansiosa, mas estou levando haha'
      Concordo contigo, e me identifico com muitas coisas que disse. Eu também tenho esse certo medo, mas como disse no texto estou buscando filtrar as coisas ruins... Não que seja fácil, mas é um desafio que estou levando a sério.
      Haha' sério? Eu gostei bastante do livro, talvez por que eu li ele numa época que me identifiquei com alguns aspectos dos personagens.
      Pois é...

      Beijos <3

      Excluir
  8. Olá Isa!
    Adoro o modo como você escreve, pra mim seu texto ficou bem completo. Quando você falou em "caixinha de surpresas" me liguei em como defini esse ano pra mim, pois pela primeira vez eu não faço ideia do que vai acontecer. Terá muitas coisas novas e a ansiedade está querendo de qualquer jeito me pôr em pânico por isso.

    Eu estou tentando não pensar muito sobre meu futuro agora nem sobre outras coisas. Nessas vezes que pensamos demais que criamos expectativas fora do comum.
    Eu conheço já o Circo da Noite, mas não é o meu tipo de leitura, mas vejo que muita gente elogia né?

    Abraços,
    pile of roses

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Bia!
      Não se deixe ficar para baixo, tente aproveitar teu tempo livre com atividades que mostrem como esse ano pode ser bom, que façam você olhar para trás depois e pensar: Caramba, valeu a pena.
      Sim, eu escutei bastantes elogios antes de ler também, eu gostei bastante, mas já que não é do seu gosto eu entendo.

      Beijos!

      Excluir
  9. É um bom modo de ver as coisas. Não é só de ver, falando dessa forma parece que não foi um ideal bem elaborado e foi, até. Você desenvolveu muito bem seu texto, hmm, acho que o que quero dizer é que escreveu bem.
    A verdade é que o presente também é irregular, isso torna nossas ações irregulares, os desfechos irregulares, e até mesmo nosso futuro irregular. Não conseguimos desvendar, nem ao menos estar prontos pro futuro. Não estamos pronto para nada, a não ser, aquilo no qual já fomos testados, já experimentamos, aí há uma possibilidade. Acho que a melhor coisa que se tira do seu texto é que podemos fazer o melhor de hoje, ao mesmo tempo que preparamos o melhor de amanhã sem expectativas, apenas por fazer a coisa certa.
    O tempo é o maior (para mim, depois dele mesmo) inimigo do homem. Mas ao mesmo tempo tão mágico... não podemos deixar qualquer tipo de sofrimento anular a quantidade demasiada de experiências que podemos ter adiante.

    Bom, ótimo texto, Isadora! Primeira vez que apareço por aqui, e adorei. Qual sua idade? Hmm, fiquei curioso, e não achei em lugar algum ç.ç bom, fique bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Eu ainda acho que preciso melhorar bastante a minha escrita, mas fico feliz que tenha gostado.
      Tenho que concordar, o pior é que as coisas são tão imprevisíveis que nos surpreendem sempre, muitas vezes de um jeito ruim. Pois é, se tem um imprevisto agora nós não podemos nos deixar desanimar, tem tanta coisa boa e legal que ainda acontece mesmo com essa "pedra no caminho", tem tantas outras coisas maravilhosas que podemos experimentar.
      Ah, acho que só comentei minha idade numa postagem por aqui, mas tenho 16. Haha'

      Beijos!

      Excluir
  10. Eu crio muitas expectativas. Quando as coisas não acontecem conforme eu planejei, me sinto péssima. Sabe, além de ser muito ansiosa e perfeccionista, eu detesto o fato da primeira frase do seu post ser verdadeira, porque infelizmente, é bem assim mesmo. São tantas coisas que dão errado! Automaticamente, a gente cria uma mania de planejar melhor as coisas, na tentativa delas funcionarem. A ansiedade me ataca muito nisso, posso dizer que passo mal sim, se pensar muito no assunto. Porque isso é tão forte que passa do psicológico para o físico, já parou pra pensar no quanto isso é intrigante? A gente adoece.
    Oh, lembre-se de desabafar sempre que for preciso <3

    ♡ { Barbie Pretty Sweet } ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos duas então, a diferença é que não sou tão perfeccionista, mas eu tenho mania de imaginar tudo do futuro mesmo assim.
      E é por tantas coisas que deram errado, como você disse, que eu comecei a tentar mudar meu ponto de vista sobre isso, sabe Liih? É bem por esses motivos que comecei o projeto do Pote dos Sorrisos, para sempre buscar pontos positivos e coisas legais que podem ultrapassar todas essas coisas ruins. Afinal, uma das melhores coisas para pensarmos quando estamos deixando essa semente ruim ultrapassar a barreira do psicológico e dominar o físico é observar as coisas ao redor e refletir sobre quantas coisas legais estão acontecendo. Posso ter falado algumas besteiras, mas enfim...
      Ah, vou lembrar sim!

      Beijos!

      Excluir
  11. Belo texto, com já disse antes.
    E é verdade, em momentos ruins e quebrando a cara sempre tiramos uma boa lição disso tudo.

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Isadora! Estou conhecendo vc e seu blog agora mas ja me arrisco no pitaco que toda essa borbulhancia de pensamentos e reflexoes sao o doce sabor que vc esta crescendo :-))) seu blog ja me ganhou pelo nome, que saudades do detetive Poirot! ♡♡♡ enfim, muitissimo prazer e um brinde ao futuro! :-))) beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem-vinda! Seu pitaco está certo, estou numa fase de amadurecer e conhecer novas coisas a todo momento, tanto pela minha idade, tanto pelas coisas que estou passando.
      Haha' Melhor detetive <3 (se bem que eu gosto muito do querido Sherlock também)

      Um brinde a tudo de bom que nos espera!
      Beijos!

      Excluir
  13. Yo Isa? Tudo bem?
    As vezes frio uma expectativa boba, mais nunca perco aquela mania idiota de achar que essas expectativas possam dar certo um dia.
    Meu futuro parece ser incerto, quando era mais nova parava e pensava de como seria quando tivesse 20 anos e olha só, sou quase o que tanto queria hauha, sempre procuro fazer as insanidades no presente, até porque elas serão as melhores histórias do futuro. ^^
    Teu texto me faz pensar de como futuramente as coisas ainda tendem a acontecer e o que nos aguarda até lá...
    Essas tais consequências me deixam um pouco nervosa heuehue.

    Super beijo e sucesso 🌸

    https://mundo-mikas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá tudo bem aqui e aí?
      Ah, mas e quando elas dão certo e a gente não percebe? Sabe, uma coisa que eu aprendi é que quando paramos de acreditar que algo legal vai nos acontecer, *puf* ela acontece e nós nem nos tocamos que foi uma coisa muito parecida com o que esperávamos.
      Fico feliz que esteja se tornando a pessoa que tanto queria, isso é maravilhosa ^^
      Ah, mas se a consequência não for boa, temos que ter bem claro na cabeça que uma "pedra" não é o fim. Tem um quote bem legal que eu gosto que é assim: "Ainda assim, era um marco, não o fim do caminho". :D

      Sucesso <3
      Beijos!

      Excluir